TECH | INSTAX MINI 8

Como já puderam ver pelo meu instagram já tenho em minha posse a minha linda Instax Mini 8, já lhe batizei e tudo, chama-se Angélica.
Já a levei para dar alguns passeios na minha mochila nova, encarnada e linda.
A câmara é um amor. Achei que iria ser complicado trabalhar com ela mas não, é literalmente apontar e disparar.
Muita gente fica super curiosa e com vontade de adquirir um bebé destes e fica sempre na dúvida, pois os filmes instantâneos não são baratos, sim fica mais barato mandar imprimir/revelar fotos mas, temos sempre o eBay e estas fotografias podem servir à um propósito maior: proporcionar felicidade. 
Não nutro uma paixão enorme por fotografia, gosto, mas eu bem tento fazer coisas engraçadas, captar momentos de felicidade, únicos, importantes, com sentimento e importância. Quantas vezes não vos aconteceu quererem muito tirarem uma fotografia e não terem nada à mãos? Ou pior, confiar na nossa tão amada tecnologia que por vezes falha? Eu já fiquei sem um cartão de memória, sem um disco externo, sem um tablet, sem um arquivo que tinha no computador… E com isso já perdi centenas de fotografias. Estas só perderei por desleixo.
Quem nunca se divertiu a tirar fotos parolas com os amigos que se acuse. Quem nunca se reuniu com os amigos e gritou “Selfieee” também. Não sei porque mas sempre que saco da máquina fica toda gente ainda mais sorridente nestes momentos – a Angélica já conquistou olhares curiosos até mesmo dos rapazes!
Um dos melhores momentos que tive com ela (a Angélica) foi quando a minha BFF recebeu os pais em Lisboa e eu, não interessa porquê, os recebi com o mesmo carinho com o qual eles já me receberam em casa deles. Toda gente tem histórias de vida complicadas, com voltas, com a M e os pais não é diferente. Mas foi quando vi aos três em conversa amena sentados à mesa nos Pastéis de Belém, a comentarem os azulejos, que pensei: este é o momento ideal para a Angel entrar em acção.
Confesso que fiquei comovida, e lá foram, três fotografias, um para cada, para se recordarem, de tudo. Que a vida é isso mesmo, um pedaço de tudo e de nada e uma pequena foto rectangular, triplicada, anda por aí a causar pequenos sorrisos cada vez que alguém lhe olha e revive esta bela recordação.
Por vezes é preciso muito, muito, mesmo muito pouco para por um sorriso no rosto de quem amamos. Fica aqui a minha dica, uma foto numa secretária não sabem o bem que faziam.
Como sou muito fofinha, fiz um pequeno álbum no Pinterest com ideias muito giras para darem aso à vossa imaginação com esta pequena maravilha. Se tiverem alguma duvida ou sugestão, é só dizerem.
PS: Também podem encontrar mais sugestões na página oficial da Fujifilm de Portugal.

                

2 Comments

    • March 12, 2015 / 11:40 pm

      É mesmo irresistíveis, as recargas é que já não são nada simpáticas :/

      Beijinho

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *